Skip to content

rotina*

23 de setembro de 2010

Eu preciso levantar da cama. Uma, duas, três tentativas fracassadas. Agora vai.

Hoje é domingo. Hoje a minha vida é perfeita. O café recém-passado passeia pelos corredores do apartamento ensolarado e as xícaras coloridas se amontoam na pia da cozinha. Há tanta coisa a fazer… Mas hoje é domingo. Hoje nós não vamos a lugar algum. Deixa eu criar coragem pra sair desse ninho quentinho que você fez pra nós. Deixa eu aprender a controlar meus lábios, porque eles só fazem sorrir. Olha você aí. Veio me acordar? Deixa eu ver esse sorriso preguiçoso. O ventinho fresco do quinto dia de setembro canta uma canção bonita e nós sorrimos. Tímidos. Como se a madrugada passada tivesse sido a primeira.

Enquanto você prepara as panquecas eu coloco um som pra colorir essa paisagem. “Apesar de você / amanhã há de ser outro dia”. Cala a boca, Chico. Eu te amo, mas cala a boca. Não fala de amanhã. Hoje é domingo. Hoje nós não vamos a lugar algum. Você percebe a minha alegria, não é? Então fica quieto, por favor, e me deixa curtir esse dia. Por que as janelas ainda estão fechadas? Deixa eu dar um jeito nisso. As panquecas já estão prontas? Que fome…

Os talheres barulhentos não conseguem abafar nossas risadas silenciosas. (Nossos olhos hipnotizados já sabem rir sozinhos.) Ontem à noite foi tão bonito. Eu nem sabia direito o que fazer, porque queria fazer tudo. Como se hoje não fosse existir e ontem fosse tudo que restasse. Ah, não diz que eu sou cafona. Engraçado é lembrar do que senti quando o cansaço finalmente me nocauteou – uma redenção bonita, daquelas que a gente sente por opção. Acabou de comer? Vou lavar os pratos.

Tomara que o restaurante aceite meu cartão de crédito. Tranca a porta rápido, antes que o gato resolva fugir. Que bonita a sua mão na minha. O leite acabou. Preciso comprar mais. Me ajuda a lembrar disso? Olha o céu, como brilha. Lisinho. Gosto de dias assim. Me abraça? Agora fica comigo, porque hoje é domingo e nós não vamos a lugar algum. (Tudo bem, nós vamos ao restaurante. Mas depois disso nós não vamos a lugar algum.)

Nunca mais quero comer. E agora vem o sono. Vem cá, porque esse sofá promete sonhos que nem eu sou capaz de prometer. Que bocejo falso… Anda, vamos cochilar.

Onde você aprendeu a beijar tão bem assim, garoto? Preciso escovar meus dentes.

Você fica bonito sem camisa e sem barba. Mas comigo você fica lindo. Pode rir, vai, eu deixo. Algo de bom na TV? Desliga isso. Deixa eu te curtir. O dia escureceu rápido e o ventinho fresco do quinto dia de setembro me obrigou a vestir um casaco. Você vai se resfriar, põe um também. Não, não põe não. Se enrola nesse cobertor e me dá abrigo. Deixa eu cantarolar no seu ouvido. Eu adoro esses braços fortes e quentinhos, sabia? Eles me protegem. Não quero que o domingo acabe. Não quero ter de ir a algum lugar amanhã. Vamos fechar os olhos e tentar voltar no tempo.

Nós precisamos voltar no tempo. Uma, duas, três tentativas fracassadas. Agora vai.

Vem, vamos dormir. Que gracinha seu nariz roçando no meu. Vem cá, que eu te esquento. Que eu te agradeço por mais um domingo. Por não termos ido a lugar algum. Por termos ficado aqui, nesse apartamento ensolarado. Pelas panquecas e pelo cobertor. Eu te agradeço pelos olhos risonhos e pelos deboches ao meu romantismo. Por me amar. Por deixar eu te amar. Por essa vida perfeita. Eu te amo. Adormeço. Amanhã é segunda-feira. Tudo bem.

* Texto publicado no Duelo de Escritores de 23/09/2010.

*Ao som de: Nando Reis – Relicário

Anúncios
One Comment leave one →
  1. iran permalink
    25 de setembro de 2010 2:35 PM

    Aqui estou no boteco; atrasado atendi teu chamado.
    Sóbrio cheguei, ébrio não estou;
    ao menos, não o ébrio de quem cai;
    mas, sim, bêbado de palavras.
    Tarde demais para um domingo,
    cedo demais para um domingo.
    Hoje é sábado.
    Vou continuar neste bar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: